Inspeção automóvel: novas regras, novos cuidados!

Novas Regras Inspeção Automóvel: Saiba o que mudou!

É verdade, a inspeção automóvel ficou com regras mais apertadas a partir do dia 1 de novembro de 2020.

De acordo com o IMT – Instituto de Mobilidade e Transporte, estas alterações no quadro de classificação de deficiências das inspeções técnicas de veículos visam ir ao encontro da diretiva 2014/45/UE. Esta norma pretende harmonizar em toda a União Europeia as verificações efetuadas nas inspeções e a forma como é atribuído o grau de deficiência aos problemas encontrados.

O objetivo desta ideia é então criar um sistema uniforme. Um sistema onde é possível um reconhecimento mútuo das inspeções realizadas nos vários países. Isto porque, se o trabalho é no sentido de uma mobilidade rodoviária uniforme dentro da União Europeia é natural que este tipo de deliberação seja aplicada em cada Estado Membro.

Em Portugal, a decisão resulta então da deliberação n.º 723/2020 do Conselho Diretivo do IMT e entrou em vigência na data citada no primeiro parágrafo.

Quais foram as áreas a sofrerem alterações?

Uma das alterações prende-se com a área mecânica. Agora sempre que levar o carro à inspeção é obrigatório que os inspetores apresentarem um maior rigor na avaliação dos travões, direção, vidros e faróis, eixos, rodas e pneus.

Outra alteração diz respeito à proteção ambiental. No caso dos carros a gasóleo, a detenção de algum software que falsifique emissões poluentes é motivo para chumbo.

A limpeza do veículo também entra nestas contas. Por outras palavras, carros sujos poderão chumbar na inspeção automóvel. Esta não é uma nova questão, visto que já se encontrava na legislação de 2012, porém, vem esclarecer qualquer dúvida que existisse.

Por último, controlo de quilómetros. Agora passa a haver um maior controlo sobre a alteração dos números de quilómetros entre inspeções, no sentido de precaver eventuais fraudes de manipulação dos conta-quilómetros nos atos de transações de veículos usados.

Mas afinal o que muda ao nível prático?

Ferramentas Inspeção Automóvel
A prevenção é uma ajuda para estas novas regras.

Novas obrigações e novas deficiências são aquilo que então pode esperar. Estas são as principais mudanças que vai sentir durante a próxima inspeção automóvel.

Novas obrigações em destaque:

  • Desdobramento de todas as deficiências detalhando a sua definição para que as mesmas sejam comparáveis entre inspeções realizadas por diferentes inspetores e para que sejam perfeitamente entendíveis pelos proprietários dos veículos inspecionados.
  • Anexo específico para deficiências relacionadas com veículos Híbridos e Elétricos.
  • Introdução de deficiências específicas de veículos de transporte de crianças e de transporte de deficientes.
  • Introdução de deficiências relacionadas com sistemas EPS (Direção Assistida Eletrónica), EBS (Sistema de Travagem Eletrónico) e ESC (Controlo Eletrónico de Estabilidade).
  • Definição de novos valores máximos de opacidade de acordo com a Diretiva.

Três novos tipos de deficiências:

  • O controlo de alteração do número de quilómetros entre inspeções no sentido de precaver eventuais fraudes de manipulação dos conta-quilómetros nos atos de transações de veículos usados. Informação essa que passará a estar na ficha de inspeção e que se manterá como informação obrigatória nas inspeções subsequentes.
  • Controlo das necessárias operações de Recall (quando as marcas solicitam a recolha de automóveis às oficinas para reparar anomalias) quando estão envolvidas questões de segurança e aspetos relativos à proteção do ambiente.
  • Limpeza do veículo. Sempre que as condições de limpeza prejudiquem as observações durante a inspeção, o veículo é reprovado. O inspetor deve descrever na ficha de inspeção a não realização dos ensaios e verificações correspondentes à inspeção por não existirem condições de limpeza. Assim, a falta de asseio ou conservação de elementos no interior, ou exterior passa a ser considerada uma deficiência do veículo.

Lembramos que, nada como consultar a deliberação, em cima mencionada, para retirar qualquer tipo de dúvida extra. O documento lista estas alterações em detalhe.

Conselhos para a próxima inspeção automóvel

Centro de Inspeção Automóvel
Não se deixe surpreender. Cuide do seu veículo!

Estas novas regras são então um alerta para todos os proprietários de veículos. Como sempre, o mais importante é ter todos os cuidados com a sua viatura e quando chegar o momento faça uma breve checklist aos pontos mais importantes. Para ajudar, listamos em baixo essa mesma lista de pontos:

  • Conservação do habitáculo e carroçaria;
  • Verificar níveis de óleo e líquido de refrigeração, água, etc;
  • Presença do triângulo de pré-sinalização;
  • Colete retrorrefletor;
  • Condições de limpeza do veículo;
  • Eficiência dos limpa-para-brisas;
  • Conferir se existe algum vidro partido;
  • Funcionamento da sinalização luminosa: mudança de direção, perigo, travagem, marcha atrás, chapa de matrícula, nevoeiro, luzes de presença, médios e máximos;
  • Condições dos pneus com relevo do piso com pelo menos 1,6 mm;
  • Condições dos espelhos retrovisores, tais como superfície refletora, fixação e regulação;
  • Correto funcionamento dos cintos de segurança e/ou outros sistemas de transporte (nomeadamente de criança).

Em caso de dúvida, poderá sempre consultar um especialista automóvel para uma revisão simples do seu veículo e ultimar qualquer pormenor que esteja em falta.

Por último, deixar mais uma dica para a próxima inspeção automóvel. De forma a ajudar os condutores, o IMT disponibiliza um simulador para confirmar a data próxima inspeção. Por isso, faça da prevenção, prioridade. E, claro, para os condutores que a têm intenção de comprar um carro usado, a inspeção automóvel deve ser tida em conta.

Ajudar ou “desajudar”?

Ainda é cedo para perceber se estas alterações vão trazer mais chumbos nas inspeções automóvel. Contudo, o provável é que venham a ajudar com as questões de adulteração de quilómetros e… nas limpezas dos veículos!

Caetano Outlet

all author posts